Transferência é ‘ilegal e absurda’, diz filho de Cabral

O deputado federal Marco Antônio Cabral (PMDB) classificou como “sem jurisprudência, ilegal e absurda” a transferência de seu pai, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB), para um presídio federal em Mato Grosso do Sul, determinada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Federal Criminal. O ex-governador está preso na Cadeia Pública José Frederico Marques, na zona norte da capital fluminense.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o deputado reconheceu que não cabia ao pai criticar o juiz na audiência, mas defendeu o direito de o ex-governador falar o que pensa e negou supostas ameaças de Cabral ao magistrado. “Ele (Cabral) tem direito a falar nas audiências, falar o que pensa, falar como se sente.”

Na última vez em que depôs na 7.ª Vara, Cabral afirmou saber que a família de Bretas tinha uma loja de bijuterias no mercado popular do Saara, no Rio. O ex-governador declarou também que o juiz federal estaria encontrando nele “projeção pessoal”, submetendo-o a um “calvário” na Justiça.

Estadão Conteúdo
11:20:03

1 Comment

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *