Queda do varejo foi provocada por supermercados e combustíveis, diz IBGE

O comércio varejista teve disseminação de resultados positivos entre as atividades pesquisadas na passagem de maio para junho, mas a forte queda no volume vendido por supermercados e por combustíveis levou a taxa global do mês a uma queda de 0,30%, observou Isabella Nunes, gerente na Coordenação de Serviços e Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As vendas de Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo caíram 3,5%, interrompendo dois meses de taxas positivas, enquanto os Combustíveis e lubrificantes encolheram 1,9%, o segundo recuo seguido. Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio, divulgada nesta sexta-feira, 10, pelo IBGE.

“A queda do varejo em junho foi provocada por supermercados e combustíveis”, disse Isabella. As duas atividades respondem juntas por mais da metade das vendas do varejo. Os supermercados têm um peso de 45,6% na pesquisa, enquanto a fatia dos combustíveis é de 11,8%.

IstoÉ
11:30:02

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *