PSDB não tem de pedir desculpas à sociedade, diz Marconi Perillo

“Os bons não podem pagar por poucos ruins”. É assim que pensa o governador de Goiás, Marconi Perillo, um dos principais nomes do PSDB, sobre a iniciativa do partido, que ele desaprova, de assumir erros sem consulta às lideranças da sigla. A legenda divulgou um vídeo nesta semana em que admite ter errado, sem especificar quando, onde ou como. A resposta, provavelmente, estará no programa que será exibido na TV no próximo dia 17. “Quem eventualmente cometeu erros deve pedir desculpas. Não diria o partido como um todo.” Perillo, citado nas delações da Odebrecht e alvo de um inquérito sobre suposto favorecimento à JBS, diz que é obrigação do PSDB apoiar todas as investigações. “Mas não podemos aceitar que biografias sejam jogadas na lata de lixo sem que haja comprovação em relação aos crimes.”

Amigo há mais de 20 anos do prefeito de São Paulo, João Doria, ele fica em cima do muro ao tratar das opções do partido para a disputa presidencial em 2018 – além de Doria, há o governador Geraldo Alckmin. Segundo ele, caso não haja consenso, o remédio será realizar prévias. Perillo, que pode disputar a presidência da sigla em dezembro, defende que o PSDB siga no governo do presidente Michel Temer (PMDB) para apoiar a agenda de reformas.

Veja.com
10:10:54

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *