Por que a Perda de Peso é mais Difícil após a Menopausa?

É muito comum o aparecimento de dificuldade de perder peso e lidar com vários sintomas da menopausa.

Nesta fase o gasto energético e a taxa metabólica basal caem, e para piorar, os níveis de estrogênio ficam reduzidos, resultando em aumento de apetite e redução da saciedade.

Como consequência dos níveis mais baixos de estrogênio, haverá redução da ativação da gordura marrom, a gordura corporal metabolicamente ativa que queima energia.

É por isso que se torna mais fácil de aumentar o peso e cada vez mais difícil de perdê-los.

Apesar desses obstáculos, ainda há esperança.

A melhor estratégia para perda de peso na menopausa

1 – Carga glicêmica

Os estudos mostram que a carga glicêmica da dieta de uma mulher na pós-menopausa é um forte preditor de sua massa gorda. Lembre-se que a carga glicêmica é frequentemente uma maneira indireta de falar sobre carboidratos sem dizer “carboidratos”.

Praticamente todos os estudos que analisaram fontes de carboidratos de digestão rápida e baixo teor de nutrientes descobriram que têm um efeito negativo sobre a maioria das preocupações da menopausa, incluindo saúde óssea, risco de câncer de mama, saúde do coração, ganho de peso e inflamação. Agora mais do que nunca, não as coma.

2 – Dieta Keto ou Cetogênica

Adote uma alimentação dentro desses moldes, no qual você ingere gorduras boas em grandes quantidades, proteínas com moderação e muita fibra alimentar, encontrada em vegetais e legumes. Estes são uma grande fonte de folato e cálcio, nutrientes essenciais para a saúde pós-menopausa.

Durante 24 meses, as mulheres na menopausa com uma dieta keto perderam mais gordura, mais circunferência da cintura e mais triglicerídeos do que aquelas em uma dieta padrão “saudável”.

Quanto às proteínas, você precisa de uma quantidade moderada, pois segundo um estudo, as mulheres pós-menopáusicas que comiam menos proteína (menos de 0,8 g de proteína por kg de peso corporal) tinham mais gordura corporal e eram fisicamente fracas. Aqueles que comiam mais (mais de 0,8 g por kg, 1,1 g / kg em média) tinham menos gordura corporal e eram mais capazes fisicamente.

A menopausa não é fácil para a maioria das mulheres. As coisas estão mudando, os hormônios estão em fluxo de alterações.

Não há dieta mágica que conserte tudo, mas há muitas pequenas mudanças que podem inclinar a balança a seu favor.

Perder de peso tem efeitos benéficos sobre os sintomas da menopausa:

  • Reduz a inflamação
  • Melhora os biomarcadores do câncer
  • Regula os hormônios sexuais
  • Melhora a função endotelial

E muito mais…

Porém, saiba que a perda de peso pode ter efeitos negativos de segunda ordem em mulheres na menopausa, como perda mineral óssea e perda de massa magra.

Você precisa encontrar um bom equilíbrio entre perder peso e evitar a perda muscular. Para isso, o melhor que pode fazer é estar sendo bem acompanhada pelo seu médico.

14:00:03

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *