Polícia Civil abre inquérito para apurar morte de trabalhador vítima de desabamento

A Polícia Civil abriu um inquérito para apurar a morte de um trabalhador, de 45 anos, que foi vítima do desabamento da estrutura metálica de um barracão, na noite desta quinta-feira (20), no Jardim Alto da Boa Vista, em Presidente Prudente. De acordo com a delegada seccional, Ieda Maria Cavali de Aguiar Filgueiras, ao G1, na manhã desta sexta-feira (21), as investigações devem ser concluídas em 30 dias.

“Será instaurado um inquérito pela Central de Polícia Judiciária [CPJ], em princípio, como homicídio culposo, por ser tratado como acidente de trabalho. O que indica é que não teve uma ação humana para a morte, pois ele estava trabalhando e o mau tempo foi o que contribuiu para o desabamento do imóvel”, informou.

Ainda segundo a delegada, todas as provas constarão nos autos. “Tudo será devidamente analisado. As questões de segurança e as condições do tempo, além dos laudos periciais. Testemunhas deverão ser ouvidas nas próximas semanas, pois esperamos concluir as investigações em até 30 dias”, ressaltou ao G1.

Morte suspeita
De acordo com as informações do Boletim de Ocorrência, registrado como morte suspeita, o homem, que era natural de Paranaíba (MS), trabalhava desmontando a estrutura metálica de um barracão, localizado na Rua Domingos Pereira de Medeiros, também com acesso à Avenida Vereador Aurelino Coutinho, no Jardim Alto da Bela Vista, em Presidente Prudente.

Foi então que, segundo o documento, durante o serviço, “começou a chover muito forte”, sendo que a estrutura não suportou o temporal e desabou em cima da vítima, que estava próxima ao caminhão o qual operava.

O homem chegou a ser socorrido pelo resgate do Corpo de Bombeiros e levado ao Hospital Regional (HR), em Presidente Prudente, entretanto, não resistiu aos ferimentos, tendo o óbito confirmado pela unidade à Polícia Civil, conforme o registro.

A perícia compareceu ao local dos fatos e um laudo deve apontar as causas exatas do desabamento. Foi solicitado o exame necroscópico do corpo do trabalhador.

A vítima foi velada na Casa de Velório Athia, em Presidente Prudente, e o sepultamento ocorreu na tarde desta sexta-feira (21), no Cemitério Municipal Campal.

De sua opinião