PF cumpre mandados contra empresários do transporte no Rio

Veículos da Polícia Federal (Vagner Rosário/VEJA.com)

A Polícia Federal cumpre oito mandados de prisão nesta segunda-feira em mais um desdobramento da operação Lava Jato no Rio de Janeiro. O foco da ação é a cúpula do transporte rodoviário.

De acordo com as investigações, R$ 200 milhões em propina teriam sido pagos pelos investigados a políticos do Estado. Agentes da PF estiveram no apartamento de Lélis Marcos Teixeira, presidente da Fetranspor, para cumprir mandado de prisão contra ele. Também há buscas nas cidades de São Gonçalo e Paraíba do Sul, no Rio de Janeiro, e no Paraná e em Santa Catarina.

No domingo, Jacob Barata Filho, um dos maiores empresários do ramo de ônibus do Rio de Janeiro, foi detido no Aeroporto Internacional Tom Jobim, enquanto tentava embarcar para Portugal. O mandado foi expedido pelo juiz federal Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pelas investigações que levaram à cadeia o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB).

Veja.com
08:30:52

De sua opinião