Partido retira candidatura de princesa da Tailândia

Um dia depois de ter chacoalhado a política da Tailândia ao anunciar a intenção de concorrer a primeira-ministra, a princesa Ubolratana Mahidol teve sua candidatura retirada neste sábado (9) pelo partido Thai Raksa Chart.

A legenda decidiu respeitar a vontade do rei Maha Vajiralongkorn, que definira a entrada de Ubolratana, sua irmã mais velha, na disputa como “inconstitucional” e “altamente inapropriada”.

“O envolvimento de um membro de alto escalão da família real na política é considerado um ato que desafia as tradições, os costumes e a cultura da nação, e por isso é considerado extremamente inapropriado”, disse o soberano.

Em um comunicado, o partido afirmou que “respeita a vontade do rei” e que mostra “lealdade a ele e a toda a família real”. O Thai Raksa Chart é considerado próximo ao ex-premier Thaksin Shinawatra, em autoexílio desde 2008 e irmão de Yingluck Shinawatra, deposta por um golpe militar em 2014.

As eleições de 24 de março serão as primeiras no país desde a derrubada de Shinawatra e têm como favorito o general Prayuth Chan-ocha, no poder desde agosto de 2014.

Ubolratana, 67 anos, renunciou ao título de princesa em 1972, ao se casar com um americano de quem se divorciaria 26 anos depois.

Ela já trabalhou como atriz e hoje promove a indústria cinematográfica tailandesa no exterior, além de se empenhar em causas sociais. (ANSA)

10:30:42

Toninho Moré
Toninho Moré, 60 anos. Jornalista, blogueiro, radialista, publicitário, fotógrafo, economista e escritor. Nascido em Presidente Venceslau. Editor da Revista Radar, produtor do Blog do Toninho, dono da Agência Moré Comunicação.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *