Lava Jato recupera R$ 1 bi em apenas dez dias

Entre 26 de junho e 6 de julho, Braskem, Andrade Gutierrez e Marcelo Odebrecht restituíram, juntos, R$ 903,9 milhões aos cofres públicos, em cumprimento às obrigações assumidas nos acordos feitos com o Ministério Público Federal.

“Os depósitos são expressão do compromisso das empresas lenientes e do colaborador de ressarcir imediatamente os danos causados à sociedade que são apontados no acordo, na forma pactuada”, informou a força-tarefa da Operação Lava Jato na Procuradoria da República.

Os depósitos inserem-se no contexto de uma série de outras obrigações, como a de revelar outros ilícitos, fornecer informações e provas e não praticar novas ilegalidades. Os valores beneficiarão as vítimas dos ilícitos e a sociedade, destaca a Procuradoria.

Além disso, por meio dos acordos de leniência, as empresas colaboradoras assumiram o compromisso de implementar e aperfeiçoar programas de conformidade, em linha com modernos instrumentos de combate e prevenção à corrupção.

Estadão Conteúdo
15:00:55

1 Comentário

  1. Fim da Força-Tarefa da Lava Jato, em Curitiba expõe ganga golpista e setores da própria PF, como não há mas Petista para investigar, Quando mexeram no ninho Tucano que são os verdadeiros corruptos do Brasil, resolveram encerrar essa omissa Lava Jato ou Lava Plumas de Tucanos!!!

De sua opinião