Lava Jato prende sócio de corretora de valores no Rio de Janeiro

A Polícia Federal prendeu na manhã desta sexta-feira João Paulo de Pinho Lopes em um desdobramento da operação Lava Jato no Rio de Janeiro. A ordem de prisão foi determinada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do estado. Segundo informações do Bom Dia Brasil, a base da investigação é uma delação premiada do ex-subsecretário de Transportes do RJ Luiz Carlos Velloso.

No acordo homologado pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, Velloso afirmou ter usado uma conta na corretora Advalor, da qual João Paulo Pinho Lopes é sócio, para movimentar valores em benefício de Augusto Nardes, ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), e para Júlio Lopes, deputado federal pelo PP-RJ e ex-secretário de Transportes do Rio. Os dois não são alvos da operação de hoje e, como têm foro privilegiado, são investigados em outras instâncias.

Veja
11:15:03

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *