Lava Jato deve investigar amigo de Lula que trabalhava na Petrobras

força-tarefa da Lava Jato de Curitiba deve abrir um novo braço nas investigações na Petrobrás. O alvo é a Gerência Executiva de Comunicação Institucional da companhia.

As suspeitas cresceram depois que o ex-ministro dos governos Lula e Dilma Roussef, Antonio Palocci, disse em delação premiada que o ex-gerente do setor, Wilson Santarosa, pedia propina para agências de publicidade que atendiam a estatal.

Santarosa é amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. É um conhecido sindicalista da região de Campinas (SP) e foi indicado ao cargo em 2003 pelo ex-ministro Luiz Gushiken.

O ex-gerente era responsável pela verba de patrocínio e publicidade da estatal, de aproximadamente R$ 1 bilhão por ano. Ele permaneceu na função por 12 anos e só foi demitido em 2015.

R7
12:30:53

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *