Justiça Federal mantém liberdade de Paulo Preto, ex-diretor da Dersa

A Justiça Federal em São Paulo negou o pedido de prisão preventiva do ex-diretor da empresa estatal paulista de Desenvolvimento Rodoviário (Dersa), Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto. Desta forma, o ex-colaborador de gestões do PSDB no governo paulista continua em liberdade, conforme decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes, que havia concedido o benefício de habeas corpus a Paulo Pretona última sexta-feira (11).

R7
09:15:36

1 Comment

  1. Pesquisa CNT/MDA aponta que mais de 90% dos brasileiros não confiam no judiciário brasileiro só perde para o Corrupto Temer!! #eusouLula @LulaLivreJá LulaInocenteLulaPresidente

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *