Funaro diz que entregou ‘malas de dinheiro’ a Geddel

O corretor Lúcio Funaro disse, em depoimento à Procuradoria da República em Brasília, ter entregue “malas ou sacolas de dinheiro” ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA). Preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, Geddel foi liberado para o regime domiciliar pelo desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), e embarcou na noite desta quinta-feira, 13, para Salvador, mesmo sem tornozeleira eletrônica.

As declarações de Funaro constam de pedido do Ministério Público Federal (MPF) para que Geddel fosse preso novamente e que foi negado quinta-feira pelo juiz titular da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, Vallisney Oliveira.

Os procuradores Anselmo Lopes e Sara Moreira Leite haviam voltado a pedir a prisão do ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo da gestão Michel Temer, alegando que novos elementos colhidos na investigação mostram que Geddel cometeu os crimes de exploração de prestígio e tentou embaraçar as investigações. Os procuradores se basearam nos depoimentos de Funaro e de sua mulher, Raquel Pitta, que detalharam contatos feitos pelo ex-ministro.

IstoÉ
15:20:02

 

De sua opinião