Ex-presidente da Estre paga fiança de R$ 6,8 mi na Lava Jato e ganha liberdade

O ex-presidente da Estre Ambiental, Wilson Quintella, depositou R$ 6,8 milhões de sua fiança para deixar a cadeia da Lava Jato. Ele é suspeito de supostas propinas de R$ 22 milhões ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado e admitiu os repasses ao emedebista a título de ‘apoio político’. Quintella foi preso na 59ª fase da Operação, denominada Quinto Ano, que mira desvios de R$ 682 milhões entre 2008 e 2014 na estatal.

O pedido foi deferido pela Juíza Gabriela Hardt, que expediu alvará de soltura de Quintella. Ele, no entanto, não pode entrar em contato com outros investigados, deverá entregar o passaporte à Justiça e está proibido de mudar de endereço.

Segundo o advogado Pierpaolo Bottini, o executivo ‘informa que seu irmão, Fernando Augusto Rehder Quintella, obteve empréstimo bancário no valor suficiente para fazer frente à fiança, a fim de que possa ser colocado em liberdade imediatamente’.

Ao comunicar o pagamento da fiança, a defesa pede, ‘com urgência de modo a se evitar que o requerente passe o final de semana preso sem necessidade, a expedição do alvará de soltura e a consequente comunicação da liberdade à Superintendência da Polícia Federal de Curitiba onde Wilson Quintella Filho se encontra custodiado’.

Terra
12:00:47

Toninho Moré
Toninho Moré, 60 anos. Jornalista, blogueiro, radialista, publicitário, fotógrafo, economista e escritor. Nascido em Presidente Venceslau. Editor da Revista Radar, produtor do Blog do Toninho, dono da Agência Moré Comunicação.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *