Ex-governador Sérgio Cabral volta a ser interrogado pelo juiz Marcelo Bretas

O ex-governador Sérgio Cabral na chegada à Justiça Federal na última terça-feira (5). (Foto: José Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo)

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) volta a ser interrogado pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, nesta quinta-feira (7). Desta vez, o depoimento é sobre a operação Ratatouille.

Serão ouvidos também Carlos Miranda e Luiz Carlos Bezerra, apontados pelo Ministério Público Federal (MPF) como operadores de Cabral, além do empresário Marco Antonio De Lucca. Este teria pago R$ 12,5 milhões para que suas empresas abocanhassem contratos públicos de alimentação hospitalar, escolar e penitenciária.

A empresa dele também teria firmado ao menos seis contratos com a Rio-2016. Desde que Cabral assumiu, em 2007, os acertos do poder público com as empresas de Marco Antonio aumentaram 853 vezes.

O empresário foi indiciado por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Ele é um dos integrantes do grupo que participou de uma comemoração com o ex-governador em Paris, que ficou conhecida como “Farra dos Guardanapos”.

Cabral nega o recebimento de propina, embora já tenha admitido o que chama de uso de “sobras de campanha”, inclusive caixa dois.

G1
11:00:00

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *