Em discurso, Temer cobra ‘responsabilidade’

O presidente Michel Temer usou o discurso na cerimônia de um ano da Lei de Responsabilidade das Estatais para dizer que os Poderes precisam ter “responsabilidade” e, sem citar diretamente a denúncia contra ele, afirmou que todas as instituições têm de responder por seus atos. “A responsabilidade é vacina contra ineficiência e o populismo”, disse, em evento no Palácio do Planalto.

“O momento que atravessamos exige responsabilidade de todos, com a coisa pública, com atos e palavras. O que está em jogo é a superação de uma crise sem precedentes. Nós estamos tratando do futuro do País”, afirmou. A cerimônia ocorreu na manhã desta quinta-feira, 29, antes de o presidente ser notificado oficialmente da denúncia contra ele por corrupção passiva apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Em pronunciamento no início da semana, Temer classificou a acusação de “denúncia por ilação”.

“Veja como muitas vezes repeti a palavra responsabilidade na ideia fundamental, básica, alicerçadora, criadora, estruturante do nosso Estado brasileiro, que é um Estado em que todos respondem pelos seus atos. Estejam onde estiverem: na atividade privada, atividade pública, no Legislativo, no Executivo e no Judiciário, onde quer que estejam, todos respondem por seus atos”, afirmou o presidente no evento, que chegou a constar da agenda do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mas ele não compareceu.

Temer disse ainda que a falta de responsabilidade destrói empresas e corrói instituições e que há uma “tentação” para o “aplauso fácil com sacrifício da responsabilidade”.

Ao destacar um ano da Lei das Estatais, o presidente fez também uma crítica indireta ao delator Joesley Batista, da JBS, a quem o governo tem tentado afirmar que contrariou ao não atender algumas demandas. “O objetivo da Lei das Estatais era proteger as empresas de um certo assédio ilegítimo. Ao fazê-lo frustramos interesse de gente poderosa”, disse. “Gente que se servia da atividade pública para objetivos não lícitos.”

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
10:10:52

2 Comentários

  1. É muita cara de pau desse senhor, mente tanto que acredita na própria mentira! Temer ganha mais ficando calado!!

De sua opinião