Após três anos, PF chega a autor de fake news em eleição

Na eleição de 2018, partidos e candidatos não poderão receber doações de empresas (TSE/Divulgação)

Na véspera das eleições de 2014, uma notícia da internet gerou um enorme burburinho no Espírito Santo. Um site que mimetizava um dos portais de notícias mais conhecidos do estado publicou o resultado de uma suposta pesquisa em que o então candidato à reeleição ao governo do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), aparecia com 52,3% das intenções de votos enquanto o seu concorrente, Paulo Hartung (MDB), corria atrás com 39,8%. Todas as outras pesquisas indicavam justamente o contrário naquele momento.

A notícia falsa logo se alastrou pelas redes sociais. No dia seguinte, antes da abertura das seções de votação, a equipe de Hartung desmentiu os boatos sobre a suposta virada e fez um comunicado de crime às autoridades. O caso virou uma investigação da Polícia Federal – uma das primeiras do país a envolver eleições e fake news. O inquérito, ao qual VEJA teve acesso, foi concluído quase três anos depois, em julho do ano passado, com o indiciamento de um empresário, apontado como o responsável pela notícia mentirosa e pela página que a difundiu.

Veja
10:00:01

1 Comment

  1. Qual o significado da expressão “Fake News”? Noticias construídas para enganar o público e ao mesmo tempo atender algum interesse escuso – politico ou monetário, por exemplo ou seja as linhas editoriais das Revistas Isto É e Veja!!!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *