Ano de 2016 registrou crescimento de 9,3% e terminou com faturamento de R$ 614,3 bilhões no setor de alimentação

Em meio à crise, o setor de alimentação, ao contrário de outros setores, não registrou queda no último ano. Terminou 2016 com números positivos e com o crescimento de 9,3%, ou seja, um faturamento de R$614,3 bilhões, de acordo com os dados da Abia (Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação).  Segundo dados de pesquisas da Euromonitor Internacional, publicado em fevereiro deste ano, o mercado de alimentação deve crescer 4,41% ao ano até 2021.

O ramo de alimentação está entre os mais promissores de 2017, divulgou estudo feito pelo SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), realizado com embasamento no perfil de novas empresas e seus comportamentos na economia em anos anteriores. “A população não para de crescer e consequentemente não deixam de consumir produtos e serviços oferecidos por esse mercado”, aponta pesquisa.

A Rede Leve Pizza é um exemplo de negócio que está no meio da alimentação e que vem dando certo. A franquia criou a primeira pizza pré-assada do Brasil e iniciou no franchising em 2010 com a primeira unidade piloto em São José do Rio Preto/SP.  Hoje possui mais de 70 opções em seu cardápio abrangendo todos os gostos de seus consumidores pela variedade e preços acessíveis.

O momento delicado do país fez com que a rede adotasse novas posturas.  “Em 2016 foi feito um forte investimento no atendimento ao cliente, onde os franqueados foram orientados em adotar uma postura diferenciada focando na qualidade e versatilidade das pizzas. Isso permitiu que fosse disponibilizado para o cliente novas opções de sabores de pizzas, como por exemplo, a possibilidade de montar seu próprio sabor através das opções de ingredientes extras. Essa flexibilidade tem proporcionado um aumento significativo do ticket médio e consequentemente refletindo positivamente na rentabilidade das unidades”, explica Tiago Azem, diretor executivo da Rede Leve Pizza.

Assessoria de Imprensa
11:40:08

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *