A mais longa paralisação da história dos EUA e a queda de braço entre Trump e democratas

A paralisação parcial do governo federal dos EUA completa 22 dias neste sábado (12) e já é o mais longo “shutdown” da história americana. O bloqueio do orçamento é resultado da queda de braço entre o presidente Donald Trump e a oposição democrata por causa da construção do muro na fronteira com o México.

O atual impasse supera os 21 dias de paralisação que ocorreu durante a presidência de Bill Clinton, entre 5 de dezembro de 1995 e 6 de janeiro de 1996.

Um quarto do governo federal está sem funcionar e 800 mil servidores públicos estão sem receber salário, enquanto o financiamento de setores do governo não passa pelo Congresso. De um lado do cabo de guerra, está Trump dizendo que só aprovará o orçamento deste ano se os congressistas incluírem no projeto quase US$ 6 bilhões para a barreira física que, segundo ele, é a solução para impedir a imigração ilegal nos EUA.

No outro lado, está a Câmara, controlada pela maioria de democratas, e que não concorda em incluir a cifra e liberar o dinheiro, dizendo que a política migratória e os argumentos do governo sobre o tema são enganosos e que fazem parte de uma “crise fabricada”.

G1
12:40:03

Toninho Moré
Toninho Moré, 60 anos. Jornalista, blogueiro, radialista, publicitário, fotógrafo, economista e escritor. Nascido em Presidente Venceslau. Editor da Revista Radar, produtor do Blog do Toninho, dono da Agência Moré Comunicação.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *