7 Alimentos da Dieta do Mediterrâneo que Você Precisa ter em Casa

 

Eu aposto que você já ouviu falar sobre como os alimentos da Dieta do Mediterrâneo são bons para sua saúde. Essa dieta é baseada na alimentação das pessoas dessa região, em especial o sul da Itália, Espanha, Grécia e países próximos.

Mas você realmente sabe quais os principais ingredientes e como eles vão lhe ajudar? Confira a lista abaixo e descubra!

Principais alimentos da Dieta do Mediterrâneo e seus benefícios

1 – Azeite de oliva

A região do mediterrâneo é desde a antiguidade uma grande produtora de azeite de oliva. O óleo, extraído das azeitonas, é uma gordura boa, incrível para sua saúde. Contém oleocanthal, substância que tem ação anti-inflamatória e protetora contra câncer, Alzheimer e outras doenças.

Tenha sempre certeza de estar consumindo um azeite de oliva de qualidade, extravirgem. Só ele terá todas as propriedades mencionadas acima. Escolha o azeite certo e certamente conseguirá somente benefícios.

2 – Castanhas

Assim como o azeite, as castanhas são fontes de gorduras que fazem bem para nosso corpo. Entram nesse grupo, por exemplo, nozes e amêndoas. Elas são ricas em proteínas, minerais e vitaminas. Além disso, possuem polifenois antioxidantes, como fenóis, flavonoides e ácidos fenólicos.

3 – Vinho tinto

Uma das bebidas mais antigas da humanidade, também é muito apreciada na região. Quando consumido em moderação, o vinho tinto é um dos melhores alimentos da Dieta do Mediterrâneo.

Contém resveratrol, uma substância com alta ação anti-inflamatória produzida pelas uvas, sendo potencializada pelo álcool do vinho. Age diretamente protegendo sua saúde cardiovascular e função cerebral.

4 – Vegetais

Um importante ponto da Dieta Mediterrânea é que ela prega o consumo de poucos carboidratos, e como você deve saber, isso é fundamental para manter uma boa saúde.

Os vegetais, principalmente os folhosos e legumes (aqueles com pouco carboidrato) juntam-se com proteínas e gorduras boas fazendo um time perfeito.

Só faço uma ressalva: grande parte das frutas contém muita frutose, e por isso não devem ser consumidas em excesso, ok? Se fizer questão, use-as com smoothies verdes, combinando-as com as fibras vegetais.

5 – Peixes

Estando-se à beira do mar, qual o alimento óbvio? É claro, peixes! Eles contêm uma boa dose de proteína e gorduras saudáveis, principalmente aqueles de águas mais frias. Possuem também o ômega 3, fundamental para seu cérebro. É um nutriente que nosso corpo não produz, e precisa, portanto, ser consumido na alimentação.

Um problema atual, que certamente não existia há séculos atrás entre os povos daquela região, é a poluição das águas. Com isso, o peixe torna-se um dos alimentos da Dieta do Mediterrâneo que tem o risco de estar contaminado.

A dica é que você prefira peixes selvagens, como o salmão do Alasca. Usar um suplemento de ômega 3 também ajuda. A melhor opção é o óleo de krill, um animal parecido com o camarão. Como é pequeno e vive pouco, tem menos chances de estar contaminado.

6 – Queijos e iogurte

Laticínios, como o queijo e o iogurte, geralmente também são usados como alimentos da Dieta do Mediterrâneo, embora em menor quantidade. Mas desde já, digo que são ótimos para você.

Quando feitos com leite de animais criados a pasto, são fontes de vitaminas, gorduras boas e proteínas de primeira qualidade. O iogurte natural, orgânico, é incrível para sua flora intestinal, melhorando a digestão e aumentando sua imunidade contra doenças.

7 – Uma última dica importante

Há outro ingrediente que não é sempre usado na Dieta Mediterrânea, mas que você pode associar para potencializar seus benefícios. É a carne vermelha de animais criados a pasto. Ela também é fonte de proteínas, vitaminas e gorduras boas.

Junto com os outros alimentos da Dieta de Mediterrâneo, vai garantir a você uma supersaúde! Então, que tal começar agora a mudar sua alimentação? Se quer mais vitalidade, o caminho é este!

14:00:03

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *